Programas socioeducativos são unificados

postado em: Noticias | 0
32923426333_313e804e9f_zPara intensificar o enfrentamento aos fatores que produzem as desigualdades sociais, os programas de Erradicação do Trabalho Infantil, o Projovem Adolescentes e o Programa de Atendimento em Grupos para Pessoa Idosa foram unificados no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). O principal motivo da unificação é a expansão do atendimento para além dos casos de trabalho infantil.
A unidade do SCFV oferece serviços socioeducativos e de assistência social com o objetivo de prestar apoio efetivo às famílias. O serviço possibilita ao usuário a inclusão em programas de transferência de renda e na rede de serviços para acessar os direitos básicos de cidadania.
Para efetivar o trabalho, a unidade do SCFV conta com profissionais como o técnico de referência (responsável pela administração do local), o orientador social, terapeutas e psicólogos, além do serviço de cantina. O trabalho desempenhado tem caráter preventivo e proativo.
Ao todo, são atendidas atualmente mais de 50 crianças, e o objetivo do reordenamento – que no Sistema Único de Assistência Social (Suas) representa um avanço na consolidação e organização do serviço – é atingir a meta de 200 crianças e jovens atendidos.
A iniciativa fortalece a gestão descentralizada e o respeito à diversidade cultural, social e econômica das unidades da Federação.
No reordenamento, os usuários são subdivididos por ciclo de vida: o SCFV para crianças e adolescentes com idade entre 06 e 15 anos; o SCFV para adolescentes com idade entre 15 e 17 anos; e o SCFV para pessoas idosas (a partir de 60 anos de idade).
A partir disso, aplicam-se as dinâmicas de grupo, de modo a garantir que todos tenham avanço individual e coletivo, de acordo com o seu ciclo de vida. As atividades desenvolvem-se sob o princípio da convivência e da vida em comunidade como parâmetros para a transformação social.
O secretário de Assistência Social, José Divino, afirma que o governo tem demonstrado que a segurança física e social de jovens e crianças é uma prioridade dessa gestão.
“Por isso, a Prefeitura tem investido em programas, convênios e ações que ofereçam aos nossos jovens uma alternativa para a exclusão social, a criminalidade e a violência”, explica o secretário.
SERVIÇO:
Atendimento de segunda a quinta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Telefone: (61) 3605 4878